quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Reflita

Quando a nossa consciência se liberta da necessidade de obter resultados imediatistas e percebemos a importância de estar atentos ao processo que cada situação percorre, podemos ficar tranquilos. Uma vida tranquila emerge a partir do nosso ancoramento na sabedoria interior que vem da Alma e nos concede dons maravilhosos: um discurso consciente e sem palavras supérfluas, a certeza de que até a mais turbulenta tempestade passa, assim como se calam as dúvidas num coração tranquilo. Para conseguir a tranquilidade desenvolva alguma atividade manual ou algo que o leve a usar as mãos em silêncio. Pratique a presença da sua Alma no centro do seu coração. Sinta a calma que vem de um contato com o Ser mais profundo. Reverencie os momentos de silêncio e solidão que a vida lhe oferece. Procure escutar o silêncio na agitação do mundo que o cerca. Desapegue-se conscientemente da compulsividade do "fazer". Concentre-se mais no "ser" quando estiver realizando qualquer tarefa. Seja Feliz. Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando... Porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive, já morreu..." (Luiz Fernando Veríssimo)

0 comentários:

Postar um comentário

Muito obrigada por sua visita volte sempre!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Print Friendly and PDF